Por que devo vacinar meu bichinho?
jul17

Por que devo vacinar meu bichinho?

Muitos donos de pets ainda tem dúvidas se a vacina é mesmo necessária e se apenas com uma única dose o bichinho está imune. A partir do momento que você adquire um animalzinho, seja ele filhote ou adulto, a vacinação tem que ser mantida em dia, e sempre sobre a supervisão de um médico veterinário. Somente através do exame clínico pode-se saber se o pet está ou não apto a receber a dose da vacina, porque se o bichinho não estiver desverminado corretamente, estiver com vômito ou diarreia, a vacina pode causar efeitos adversos no animal.   Vacinas necessárias – com qual idade e frequência devem ser aplicadas Quando filhotes os pets recebem as primeiras doses das vacinas a partir de 42 a 45 dias de vida, com pelo menos 3 doses, que são repetidas a cada 21 a 30 dias. Em cães, são administradas as vacinas octuplas ou as dectuplas e em gatos as tríplices ou quádruplas felinas, por isso a importância de seguir o esquema vacinal que o médico veterinário do seu animal de estimação indicar. A vacina contra a Raiva geralmente é aplicada a partir dos 4 meses de vida, e deve ser repetida sempre uma vez ao ano. Esse é o esquema básico de vacinação. Existem outras vacinas mais específicas, que também podem entrar no esquema de vacinação conforme a indicação do veterinário, como: Giardia, Leptospirose, Tosse dos Canis entre outras. Se quiser manter seu animalzinho livre de doenças perigosas, tem que estar em dia com as vacinas, e qualquer dúvida converse com o médico veterinário do seu bichinho!   Um abraço da Dra...

Leia mais
Tudo o que você precisa saber sobre a Leptospirose
dez05

Tudo o que você precisa saber sobre a Leptospirose

A Leptospirose é uma doença infectocontagiosa causada pela bactéria Leptospira, encontrada na urina do rato, que é o principal transmissor. É uma doença grave que acomete animais e humanos, que se não for diagnosticada precocemente, pode levar à morte. No verão, principalmente, com o aumento das chuvas, tem que se redobrar o cuidado, pois ocorre a disseminação mais facilmente desta bactéria através da água.   Como meu animal pode se contaminar com a Leptospirose? A contaminação nos animais geralmente é através do contato direto com a urina do rato e água contaminada, por isso é importante manter comedouros e bebedouros bem higienizados, e evitar o lixo acumulado.   Como saber se meu animal está com Leptospirose? Os principais sintomas nos animais são: vômito, diarreia, febre alta, fraqueza, prostração, pele e mucosas amareladas. Existem doenças como Babesiose, Erliquiose e Hepatite que apresentam os mesmos sintomas da Leptospirose, por isso a necessidade de levar o animalzinho o quanto antes para uma consulta e exames específicos e começar o tratamento adequado. O diagnóstico é feito através de exames laboratoriais específicos indicado pelo veterinário para detectar a presença da bactéria Leptospira.   A Leptospirose tem cura? É uma doença grave que pode levar à morte mas tem cura sim, se o tratamento for feito adequadamente. O tratamento consiste na internação do animalzinho com aplicação de antibióticos, soro, vitaminas, até ele se recuperar totalmente. O proprietário tem que tomar cuidado, pois após a recuperação do bichinho, ele vai continuar eliminando a bactéria por um período que pode ser de até 6 meses. O ideal é sempre usar luvas para a limpeza onde o animal fica e vacinar o bichinho, quando o veterinário liberar para isto.   Como prevenir essa doença? A prevenção é a vacinação em cães, sendo os filhotes tomando 3 doses a cada 21 a 30 dias e repetida anualmente. Em regiões, onde a presença de ratos é grande é necessário repetir a vacina a cada 6 meses, tudo conforme o critério do médico veterinário. Em gatos a doença é rara.   Por ser uma zoonose, a importância de um diagnóstico preciso é primordial. Em humanos, a contaminação se dá através do contato direto com a urina do rato, através das secreções do animal contaminado ou através dos alimentos e água contaminada. Os sintomas são: vômito, diarréia, calafrios, febre, manchas vermelhas espalhadas pelo corpo e dor muscular. A principal dor muscular é na panturrilha, que é bem característico da pessoa contaminada pela bactéria Leptospira. Em muitas vezes, a Leptospirose em humanos é confundida com a dengue, gripe ou hepatite. O mais importante é sempre ficar atento aos sinais e sintomas, tanto nos pets, quantos...

Leia mais
Desenvolvido por

Utilizamos cookies para melhorar nosso site e sua experiência de compra. Ao continuar navegando em nosso site, você está de acordo conforme nossa política quanto a utilização de cookies.