Síndrome de Cushing ou Hiperadrenocorticismo em cães
out04

Síndrome de Cushing ou Hiperadrenocorticismo em cães

A Síndrome de Cushing ou Hiperadrenocorticismo é uma doença endócrina resultante de excesso de cortisona no organismo. Acomete com mais frequência cães de meia idade a idosos. Como o Hiperadrenocorticismo funciona? O Hiperadrenocorticismo é caracterizado por um conjunto de manifestações clínicas geralmente associadas ao aumento da concentração do Cortisol (o glicocorticóide mais importante no organismo de cães e gatos). Este aumento tem duas causas básicas: – TUMORES NA HIPÓFISE – em 85% dos casos. Conhecido como Hiperadrenocorticismo hipófise-dependente: Estes tumores na glândula hipófise (pequena glândula que fica na base do cérebro) são em geral pequenos (microadenomas) e benignos. Esse tumor produz grande quantidade de ACTH, que é responsável pela produção de cortisol. Quanto maior for a produção de ACTH, maior será a produção de cortisol. É a forma mais comum da doença. – TUMORES NAS ADRENAIS – em 15% dos casos. Conhecido como Hiperadrenocorticismo adrenal-dependente: Estes tumores na glândula adrenal tem chances semelhantes de serem benignos ou malignos, e fazem com que a produção de cortisol fique aumentada. Esses dois tipos da doença fazem com que a produção de cortisol aumentada provoque o início dos sinais clínicos no animal. Como saber se meu cão é portador de Hiperadrenocorticismo? Cães de raças pequenas e idosos possuem maior predisposição para desenvolver a doença. Os principais sintomas são: • Polidipsia (aumento na ingestão de água); • Poliúria (aumento na freqüência urinária) e possível incontinência; • Polifagia (apetite exacerbado); • Aumento de volume abdominal (Abdômen pendular); • Pele fina; • Queda de pelos em regiões específicas do corpo; • Dermatopatias recorrentes (doenças de pele recidivantes); • Atrofia muscular; • Letargia (prostração); • Hiperpigmentação da pele (pele escura). Esses sintomas são muito semelhantes a outras doenças, então caso haja suspeita, o médico veterinário deve fazer exames específicos para o diagnóstico correto.   Como é feito o diagnóstico da Síndrome de Cushing? Alguns exames (tais como hemograma e bioquímico, exame de urina, Ultrassom de abdômen) são necessários para a confirmação do diagnóstico, além de testes funcionais, tais como teste de supressão com dexametasona ou teste de estimulação com ACTH. Apenas um médico veterinário poderá fazer o diagnóstico preciso.   Como é feito o tratamento do Hiperadrenocorticismo? A boa notícia é que essa doença é tratável, com medicamentos que normalizam os níveis de Cortisol, permitindo aos pacientes terem uma vida normal, sem os prejuízos para saúde decorrentes da doença. Atualmente, o medicamento mais moderno e indicado no tratamento do Hiperadrenocorticismo é o Vetoryl, um medicamento importado a base de trilostano. Estudos científicos demonstraram que o trilostano é altamente eficaz no controle dos sinais clínicos do Hiperadrenocorticismo em cães o por períodos prolongados. Vetoryl reduz os níveis circulantes de cortisol resolvendo os sinais clínicos. As doses recomendadas tem um efeito mais seletivo sobre a produção de...

Leia mais
Desenvolvido por

Utilizamos cookies para melhorar nosso site e sua experiência de compra. Ao continuar navegando em nosso site, você está de acordo conforme nossa política quanto a utilização de cookies.