O perigo das pulgas para o seu pet

Seja dentro ou fora de casa, os pets estão expostos diariamente a ameaças como pulgas e carrapatos

Você provavelmente já sabe que as pulgas e os carrapatos são um problema muito comum na vida de cães e gatos. Porém, é preciso ter muito cuidado, especialmente em períodos mais quentes, para que isso não atrapalhe a saúde do animal.

Algo que muitos donos de pets não sabem é que até mesmo aqueles animais que convivem pouco com outros ou passam a maior parte do tempo dentro de cada também estão suscetíveis a esses parasitas, que causam desde uma simples coceira até a transmissão de doenças infecciosas graves.

Desvendando as pulgas

É comum pensar que, se o animal não tem contato com outro ou não sai de casa, dificilmente terá pulga, certo? Porém, esse pensamento é errado e precisa ser deixado de lado, pois as formas jovens destes parasitas (ovos e larvas) estão em todos os lugares e podem ser levadas para dentro de cada, seja no sapato das pessoas ou em outros objetos.

Além disso, os passeios, mesmo que rápidos e em locais aparentemente limpos, podem ser suficientes para que as pulgas pulem no animal e comecem uma infestação rapidamente.

Como notar se meu pet está com pulga?

Essa é uma pergunta muito comum e merece toda nossa atenção.

A maior demonstração de que o animal está infectado é a coceira constante. É preciso prestar muita atenção nesse ponto, pois achamos normal que o animal se coce, porém, se for algo frequente e de maneira abrupta, pode ser um sinal de que o pet está infectado.

Outro ponto que deve ser levado em consideração é a alimentação do animal, pois as pulgas podem transmitir verminoses e bactérias, bem como provocar anemia em filhotes altamente parasitados. Por isso, se o animal apresenta dificuldade para se alimentar e perda de peso muito intensa, é sinal de problema.

Além disso, o animal pode sofrer com algumas dores devido às picadas que as pulgas aplicam em sua pele.

É preciso prevenir-se

Antes de mais nada, é preciso saber que as fêmeas das pulgas podem depositar até 50 ovos por dia no hospedeiro e que esses ovos acabam caindo justamente nos lugares em que o animal costuma passar a maior parte do tempo.

Após a maturação, esses ovos liberam as larvas, que se adaptam facilmente a locais como tapetes, caminhas e sofás. Após um período de alimentação, as larvas se protegem em um casulo chamado de pupa até amadurecer numa pulga jovem. Quando sai do casulo, essa pulga jovem procura rapidamente os animais para se alimentar e se reproduzir, dando continuidade ao seu ciclo.

O grande problema não é de fato a pulga jovem, mas sim os seus outros ciclos, pois, se não houver o local para sua reprodução, não haverá a possibilidade de pulgas pela casa. Por isso, é muito importante cuidar dos locais onde os pets ficam.

É por isso que a Farmácia de Bicho possui o Pulgoff Delta, um pulverizador que combate e elimina os insetos em estágio larval e adulto. O Pulgoff pode agir em pulgas, assim como mosquitos, moscas e piolhos, proporcionando um efeito rápido e eficaz sobre esses parasitas. Conheça mais em nosso site

Além disso, em caso de qualquer comportamento diferente do animal em que os sintomas de pulgas se encaixe, é importante levá-lo rapidamente ao veterinário para que as medidas possam ser tomadas o mais rápido possível.

Autor: farmaciadebicho

Somos uma Farmácia Veterinária Online, temos ampla linha de medicamentos e produtos veterinários com qualidade e procedência. O melhor preço e entrega rápida em todo o Brasil. Compre Online www.FarmaciadeBicho.com.br

Compartilhe este post

Trackbacks/Pingbacks

  1. Dicas para acabar com as pulgas do seu gato | Blog - Farmácia de Bicho | Blog - Farmácia de Bicho - […] O perigo das pulgas para o seu pet […]

Enviar o Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Desenvolvido por

Gostando do conteúdo?

Compartilhe nosso blog com seus amigos!