Maltodex 60ml

Maltodex 60ml

 

Principal indicação
Maltodex 60ml é um Suplemento composto por vitaminas do complexo B, estimulante do aumento do apetite e atuando como energético e anti-estressante. É indicado para cães, gatos, aves, mustelídeos, répteis e roedores.

Descrição do produto
Maltodex PET é um suplemento composto por vitaminas do complexo B, vitamina A e aminoácidos, auxiliando na melhoria do estado nutricional dos animais, estimulando o aumento do apetite e atuando como energético e anti-estressante. É indicado para cães, gatos, aves, mustelídeos, répteis e roedores.

Função dos Ativos da Composição:

Acetato de Retinol (Vitamina A):
É necessário para o desenvolvimento e crescimento da pele, para o crescimento dos ossos, e exerce um papel indispensável na função normal da retina.
Ácido Aspártico:
Aminoácido de caráter ácido. Desempenha papel vital no metabolismo: participa da síntese de outros aminoácidos e bioquímicos no ciclo do ácido cítrico. Entre os bioquímicos sintetizados a partir do ácido aspártico estão a asparagina, a arginina, a lisina, a metionina, a treonina, a isoleucina e diversos nucleotídeos.
Ácido Glutâmico:
Aminoácido de caráter ácido. É o mais freqüente dos 20 aminoácidos na seqüência primária de nossas proteínas. É biossintetizado a partir de outros aminoácidos, incluindo a ornitina e a arginina. Quando aminado, o ácido glutâmico forma o importante aminoácido glutamina. É uma molécula bastante polar e encontra-se presente no exterior de proteínas e enzimas, onde fica livre interagir com os meios celulares aquosos que o cercam.
Alanina:
Aminoácido neutro está envolvido no metabolismo do triptofano e da vitamina piridoxina e é um dos mais empregados na construção de proteínas.
Arginina:
Aminoácido de caráter básico é encontrado na porção ativa (ou catalítica) de proteínas e enzimas. Contém um grupo guanidina. Considerado um aminoácido essencial.
Betaína:
Animais são normalmente incapazes de acumular grandes quantidades de betaína em suas células. A betaína é observada como boa para aumentar o movimento intestinal, e ingestão de rações e crescimento de animais
Cistina:
Aminoácido natural formado pela dimerização da cisteína em condições oxidantes que contém ligação entre dois átomos de enxofre. Presente na urina e em cálculos vesicais e renais e encontrado em abundância em diversas proteínas, como a queratina capilar, a insulina, e as enzimas digestivas cromotripsinogênio A, papaína e tripsinogênio, onde estabiliza a estrutura terciária destas macromoléculas.
Cloreto de Colina:
A colina sintetiza-se no intestino delgado por meio da interação da vitamina B12 e do ácido fólico com o aminoácido metionina, pelo que um consumo insuficiente de qualquer destas substâncias pode provocar a sua carência. As funções básicas da colina no metabolismo animal são: componente essencial da acetilcolina, um neurotransmissor do qual a colina é precursor; fosfatidilcolina, que é um elemento estrutural da membrana celular, na transmissão do impulso nervoso e também na utilização de lipídeos; e precursor da betaína, um doador de grupos metil para as reações de metilação e formação da metionina.
D-L Metionina:
É benéfico para a degradação das gorduras, evitando sua acumulação no fígado e nas artérias, melhorando assim o funcionamento do coração, dos rins, do fígado e do cérebro.
Fenilalanina:
Aminoácido aromático mais comum em proteínas e enzimas. Possui papel-chave na biossíntese de outros aminoácidos e de alguns neurotransmissores.
Glicina:
É essencial na biossíntese dos ácidos nucléicos, dos ácidos biliares, porfirinas, fosfatos de creatina e outros aminoácidos. A glicina possui propriedades similares às do ácido glutâmico e do ácido g–aminobutírico no que toca à inibição de sinais neurotransmissores do sistema nervoso.
Hidroxiprolina:
Derivada do aminoácido prolina, é utilizada quase exclusivamente em proteínas estruturais, como o colágeno, tecidos conectivos em animais e nas paredes celulares de vegetais. Um fato incomum em relação a este aminoácido é que ele não é incorporado no colágeno durante a biossíntese no ribossomo, mas formado a partir da prolina por uma modificação pós-translacional, através de uma reação enzimática de hidroxilação. O colágeno não-hidroxilado é comumente chamado pró-colágeno.
Histidina:
Aminoácido de caráter básico. A histidina é um radical freqüente nas partes catalíticas das enzimas. Metabolizado bioquimicamente no neurotransmissor histamina e o conjunto de genes que produz enzimas responsáveis pela biossíntese da histidina é controlado pelo operon histidina.
Isoleucina:
Aminoácido de caráter apolar ou hidrofóbico encontrado no interior de proteínas e enzimas. Essa hidrofobia permite a formação de ligações fracas com outros aminoácidos que ajudam a ditar as estruturas terciárias e quartenárias das macromoléculas (proteínas). Estabiliza e regula os níveis de açúcar no sangue e os níveis de energia. É fundamental para a produção de hemoglobina. Metabolizada no tecido muscular, as carências de isoleucina podem originar sintomas muito idênticos aos da hipoglicemia.
L-Carnitina: 
É importante para a oxidação de ácidos graxos, para o metabolismo dos açúcares e promove a eliminação de certos ácidos orgânicos. Atua no endotélio dos vasos, reduzindo os níveis de triglicerídeos e colesterol. Age levando as gorduras para dentro das células, produzindo energia, aumentando o consumo de gorduras e, dessa forma, tendo uma função protetora do fígado.
Leucina:
A semelhança da isoleucina, a leucina pode evitar estados de fadiga crónica. Por outro lado, é fundamental para a regeneração dos ossos, do tecido muscular e da pele.
L-Lisina:
Intervém na produção de anticorpos, hormônios e enzimas, bem como na formação de colágeno e na regeneração dos tecidos. A lisina exerce, ainda, uma influência benéfica na redução de triglicéridos no sangue.
Maltodextrina:
Fonte de energia inteligente de liberação gradativa.
Prolina:
Aminoácido cíclico alifático que difere dos outros por apresentar sua cadeia lateral ligada tanto ao nitrogênio quanto ao átomo de carbono. A resultante estrutura cíclica influencia fortemente na arquitetura das proteínas. Componente primário da proteína colágeno. A prolina é sintetizada a partir do ácido glutâmico. Após a síntese da proteína pró-colágeno, ela é convertida em hidroxiprolina.
Serina:
Contém um grupo hidroxila, caracterizando-o como álcool. Pode ser considerada como um derivado hidroxilado da alanina. Apresenta um papel importante em vias biossintéticas como as que envolvem pirimidinas, purinas, creatina e profirinas; é encontrada também na porção ativa de uma importante classe de enzimas chamada de “proteases de serina”, que incluem a tripsina e a quimotripsina, que catalisam a hidrólise das ligações peptídicas em polipeptídios e proteínas, uma das principais funções do processo digestivo.
Taurina:
Atua como emulsionante dos lípidos, no intestino delgado, promovendo a sua absorção intestinal, já que é um dos ácidos mais abundantes da bílis (o ácido quenodesoxicólico). A taurina age ainda como transmissor metabólico e fortalece as contrações cardíacas.
Tirosina:
É metabolicamente sintetizada a partir da fenilalanina, tornando-se seu derivado para-hidróxi, embora seja menos hidrófoba. Este aminoácido hidroxilado participa da síntese dos hormônios da tireóide, dos pigmentos biológicos da melanina e das catecolaminas e é freqüentemente encontrado nas partes catalíticas das enzimas.
Treonina:
Aminoácido que contém álcool em sua estrutura. Desempenha um papel importante, junto com a glicina e a serina, no metabolismo de porfirina. Importante para a produção de colágeno e elastina, a treonina melhora o funcionamento hepático. Encontra-se presente no coração, sistema nervoso central e músculo-esquelético.
Triptofano:
Aminoácido aromático. É o mais raro dos aminoácidos na seqüência primária de nossas proteínas. Apresenta uma cadeia lateral indol que também faz parte do núcleo do importante neurotransmissor serotonina (biossintetizado a partir do triptofano). Em associação com L-Lisina e L-Treonina, o uso de L-Triptofano torna possível reduzir o teor de proteína da dieta e, consequentemente, reduzir a excreção de nitrogênio das criações animais. É importante no sistema imunológico e ter nos seus metabólicos os principais produtos envolvidos na regulação do consumo e do estresse torna fundamental o estabelecimento do nível correto deste aminoácido nas rações.
Valina:
Aminoácido apolar como a leucina e a isoleucina, assemelham-se tanto em estrutura como em função. Estes aminoácidos são extremamente hidrofóbicos e são quase sempre encontrados no interior de proteínas. Raramente participam de reações bioquímicas normais, mas estão relegados à função de determinar a estrutura tridimensional das proteínas. Possui um efeito estimulante e a sua carência pode resultar num desequilíbrio de nitrogênio no corpo. Permite melhorar o metabolismo muscular e a regeneração de tecidos.
Vitaminas do complexo B: B1, B5, B6 e B12:
Vitaminas do Complexo B são justamente chamadas de “Complexo” devido a sua ação mais eficiente em conjunto nas vias metabólicas. Elas atuam como co-fatores de diversas enzimas do metabolismo de carboidratos, lipídios, proteínas, entre outros, além de melhorar a absorção e a eficácia de aminoácidos e de outros micronutrientes.

Formulação
Níveis de Garantia:
Ácido Aspártico ………………………….3,2 mg/mL
Ácido Glutâmico…………………………. 5,7 mg/mL
Alanina ……………………………………5,7 mg/mL
Arginina………………………………….. 4,3 mg/mL
L-Lisina ……………………………………10 mg/mL
Betaína…………………………………….10 mg/mL
Cistina …………………………………….0,21 mg/mL
Cloreto de Colina ………………………….10 mg/mL
L-Carnitina ………………………………..10 mg/mL
Fenilalanina ……………………………….1,3 mg/mL
Glicina …………………………………….13,70 mg/mL
Hidroxiprolina ……………………………..9,0 mg/mL
Histidina …………………………………..0,33 mg/mL
Isoleucina ………………………………….0,9 mg/mL
Leucina …………………………………….2,0 mg/mL
DL-Metionina ………………………………10 mg/mL
Prolina ……………………………………..7,08 mg/mL
Serina ………………………………………0,87 mg/mL
Taurina …………………………………….2,4 mg/mL
Tirosina …………………………………….0,7 mg/mL
Treonina ……………………………………0,544 mg/mL
Triptofano ………………………………….0,73 mg/mL
Valina ……………………………………….1,5 mg/mL
Pantotenato de Cálcio (Vitamina B5) ………..1,0 mg/mL
Tiamina (Vitamina B1) ………………………1,5 mg/mL
Piridoxina (Vitamina B6) …………………….1,0 mg/mL
Cianocobalamina (Vitamina B12) …………….2,0 mcg/mL
Acetato de Retinol (Vitamina A) ……………..500 UI/mL
Maltodextrina ………………………………..30 mg/mL

Apresentação
Frasco de 60ml

Modo de usar
Administrar por via oral puro ou misturado ao alimento ou água de bebida.

Posologia
Caninos, Felinos, Mustelídeos e Répteis: Administrar 0,5mL por kg de peso vivo, ou 7 gotas por kg de peso corporal, duas vezes ao dia (dose máxima diária: 40mL).
Para Aves e Roedores: Administrar 1mL, ou 15 gotas para cada 100mL de água de bebida (10mL por litro de água de bebida), ou ainda 3 a 4 gotas, uma vez ao dia, diretamente na boca.

Consulte sempre seu Médico Veterinário.

Sobre a Farmácia de Bicho.com

Somos uma Farmácia Veterinária Online, e enviamos para todo o Brasil produtos e medicamentos de qualidade e procedência. Trabalhamos com ampla linha de produtos, sempre com o menor preço! Disponibilizamos suporte Veterinário para suas dúvidas; 24 horas por dia.

Comprar na Farmácia de Bicho.com é ter certeza que comprou mais barato. Garantia de ter o melhor tratamento para a saúde do seu bicho… (cachorro, gato, pássaro, roedores, cavalo, boi ou o bicho que for). Não esqueça de sempre seguir a orientação de Médicos Veterinários. Recomendamos que leve seu bicho com frequência a Clínica Veterinária. Prevenção é o melhor remédio.

Autor: farmaciadebicho

Somos uma Farmácia Veterinária Online, temos ampla linha de medicamentos e produtos veterinários com qualidade e procedência. O melhor preço e entrega rápida em todo o Brasil. Compre Online www.FarmaciadeBicho.com.br

Compartilhe este post

Enviar o Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Desenvolvido por

Gostando do conteúdo?

Compartilhe nosso blog com seus amigos!