Como prevenir a leishmaniose canina?

Saber como deixar seu animal livre da leishmaniose canina é um passo importante para cuidar de sua saúde. Entenda.

Durante todo o mês de dezembro, nós falamos tudo sobre a leishmaniose canina. Você já sabe o que é de fato essa doença, quais são as causas e como é feito o diagnóstico. Agora chegou a hora de saber o que fazer para prevenir o animal contra a doença!

A leishmaniose canina é uma doença endêmica que, em casos mais graves, pode ser fatal. Dessa forma, saber como proteger o seu pet da doença, é um passo importante para cuidar muito bem de sua saúde.

Leishmaniose canina? Aqui não!

Existem algumas formas de prevenir que o seu pet seja acometido com essaenfermidade. É claro que nenhum método garante totalmente que o animal não irá contrair a doença. Porém, auxilia a diminuir os riscos e proporcionar uma vida mais saudável ao animal.

Mantenha o ambiente sempre limpo

A higiene é uma das principais formas de prevenção e proliferação de mosquitos. Como o parasita adora ambientes ricos em matéria orgânica, é essencial manter o ambiente onde o animal vive sempre higienizado.

Também vale a pena prestar atenção à limpeza geral de sua residência, pois eliminando qualquer possível local para a proliferação do mosquito, você deixará seu cãozinho mais seguro.

Telas de proteção:

Existem algumas telas de proteção que são extremamente finas e impedem que o mosquito entre e contamine o animal. É claro que essa medida é muito simples e talvez a menos eficiente, mas é uma boa forma para evitar o risco e ainda proporcionar segurança ao animal.

Lembre-se, não estamos falando das grandes tradicionais e mais grossas, utilizadas geralmente em apartamentos, mas sim daquelas telas próprias para evitar que os mosquitos entrem no local.

Coleira repelente ou solução repelente

A coleira repelente é uma ótima forma de sair com o seu animal para passear e evitar riscos de contato com o mosquito. Isso porque a coleira impede que o mosquito entre em contato com o cachorro. Ela funciona mais ou menos como os próprios repelentes, mas possui ação ainda mais forte.

Além da coleira, a solução repelente também pode ser usada sob o pelo do animal, com o mesmo objetivo da coleira, proporcionando um passeio seguro e tranquilo ao animal.

Vacina:

A forma mais eficaz contra a leishmaniose canina é a vacinação. Ela pode ser aplicada em filhotes acima dos 4 meses de idade e é administrada em três doses, com intervalo de 21 dias entre elas, além de ser necessária a repetição todos os anos.

Contudo, vale ressaltar que somente os animais que não possuem a doença podem tomar a vacina, sendo assim, animais já infectados não podem contar com esse método.

Vale lembrar que, apesar de muito útil e extremamente necessária, a vacina não protege 100% o animal.

Pronto! Agora você já sabe de tudo sobre leishmaniose canina e pode cuidar do seu animal sem maiores problemas, evitando o contágio, prestando atenção nos sintomas e levando diretamente para o tratamento em caso de sinais da doença. Cuide do seu melhor amigo!

Autor: farmaciadebicho

Somos uma Farmácia Veterinária Online, temos ampla linha de medicamentos e produtos veterinários com qualidade e procedência. O melhor preço e entrega rápida em todo o Brasil. Compre Online www.FarmaciadeBicho.com.br

Compartilhe este post

Enviar o Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Desenvolvido por

Gostando do conteúdo?

Compartilhe nosso blog com seus amigos!