Dúvidas frequentes de donos de pets
out23

Dúvidas frequentes de donos de pets

Os donos de pets tem muitas dúvidas sobre como cuidar melhor do seu animalzinho. Separei as dúvidas mais frequentes de donos de pets no dia a dia da clínica, quem sabe é a sua dúvida também, não é mesmo?! Confiram abaixo: 1) Em que época do ano é melhor aplicar o antipulgas nos pets? Os produtos antipulgas devem ser aplicados durante o ano inteiro e sempre conforme o peso do animal. O controle de pulgas e carrapatos é muito importante pois evita a transmissão de doenças sérias para os animais e as pessoas. Em caso de dúvida, consulte um médico veterinário.   2) É verdade que os cães e gatos também tem gripe? Sim, em cães é denominada de Gripe Canina ou Tosse dos Canis, e nos gatos é a Rinotraqueíte Viral Felina. Cães e gatos vacinados corretamente não contraem essas doenças. As vacinas devem ser realizadas sempre por um médico veterinário. É uma doença que pode acometer os animaizinhos durante o ano inteiro, não somente no inverno. Nas épocas mais quentes do ano, principalmente se o pet não for vacinado, essa doença pode aparecer no bichinho sim.   3) O que são zoonoses? As zoonoses são doenças transmissíveis entre os animais e o homens. As mais comuns são sarna sarcóptica, fungos e as zoonoses verminoticas. Animais bem cuidados e levados regularmente ao médico veterinário, dificilmente transmitem as zoonose. É importante sempre manter em dia o vermífugo, as vacinas e os antiparasitários, como os produtos contra pulgas, carrapatos, mosquitos e moscas. Quer saber mais a respeito das zoonoses? Clique aqui!   4) Queria saber o que é o “Bicho Geográfico”? Quando os pets estão com o verme Ancylostoma sp e defecam em parques e na areia da praia, eliminam ovos que mais tarde transformam-se em larvas infectantes. Essas larvas estão prontas para penetrar na pele dos animais e pessoas. Nos pets causará uma verminose intestinal e nos seres humanos, o BICHO GEOGRAFICO. Por isso é importante desverminar regularmente os animaizinhos e sempre coletar as fezes, para não contaminar o ambiente com este tipo de verme e outros também. Recolher as fezes que os animais deixam nas ruas, parques ou até mesmo na areia da praia, é uma questão de conscientização e educação!   5) Mosquitos podem transmitir doenças para os pets? Sim, a picada dos mosquitos podem transmitir sérias doenças para os animaizinhos. E além disso, transmitem para os humanos também. É importante manter seu bichinho muito bem protegido de mosquitos. Existem no mercado pet excelentes produtos que repelem os mosquitos para proteger os animaizinhos. As doenças mais graves transmissíveis pelos mosquitos são: a Leishmaniose e a Dirofilariose. Fique...

Leia mais
Vantagens de se ter um gato, cuidados, mitos e verdades
out19

Vantagens de se ter um gato, cuidados, mitos e verdades

Os gatos estão cada vez mais presentes nas casas dos brasileiros. Sendo que, segundo o IBGE já são 22 milhões de gatos existentes no país. Na medicina veterinária existe especialidade quando o assunto é gato.   Separei alguns mitos e verdades sobre os bichinhos e vantagens de ter um gatinho, confiram:   1. Sobre mitos Gatos se apegam as casas e não ao dono MITO: os gatos se apegam aos donos sim, e são muito carinhosos e amorosos. Gatos tem medo de água MITO: se acostumados desde pequenos ao banho, eles acabam gostando e tem muitos gatos que adoram banho. Gatos tem 7 vidas MITO: gatos tem que cuidar muito bem da saúde deles, senão eles irão adoecer como qualquer outro animal. Grávidas não podem ter gatos MITO: Grávidas podem ter contato com gatos tranquilamente. O que deve ser evitado é o contato com as fezes. Se precisar coletar as fezes do bichinho, é necessário que faça isso como uma pazinha específica e ainda use luvas para evitar uma possível contaminação, caso o gato esteja infectado pelo protozoário Toxoplasma.   2. Cuidados com a saúde dos gatos importante manter a vacinação em dia, cuidando do esquema vacinal que é feito em filhotes, onde são necessárias doses repetidas com intervalos de 30 dias em média e uma dose da vacina contra Raiva. Nos gatos adultos o reforço das vacinas é feito anualmente; realizar a castração é muito importante para evitar uma ninhada indesejada e ainda a fuga dos bichinhos quando estão no cio; manter o vermífugo em dia; aplicar produtos contra pulgas e carrapatos; deixar água fresca e a vontade; ter brinquedinhos para entreter os gatinhos, eles adoram. Existem hoje no mercado pet, diversos brinquedos específicos para eles; dar uma ração de boa qualidade, e qualquer dúvida sempre consultar um médico veterinário.   3. Vantagens de ter um gato são mais independentes e exigem menos cuidado que os cães; os gatos não precisam de passeios diários, os banhos também são bem menos frequentes, porque os próprios gatos fazem sua higiene lambendo os pelos; com certeza fazem menos barulhos que os cães; ficam mais tempos sozinhos. Alguns cães quando ficam muito tempo sozinhos, latem desesperadamente, e isso pode incomodar os vizinhos. Já os gatos apenas ronronam; os gatos utilizam apenas uma caixa de areia para fazer suas necessidades, facilitando e muito a limpeza; os gatos adaptam-se facilmente a espaços pequenos, ainda mais hoje em dia, que os apartamentos estão cada vez menores; gatos são extremamente carinhosos e amorosos com seus donos.   4. Curiosidade Segundo a pesquisa do IBGE, no Brasil existem em torno de 22 milhões de gatos e 52 milhões...

Leia mais
8 Cuidados básicos que se deve ter com os pets no dia a dia
out09

8 Cuidados básicos que se deve ter com os pets no dia a dia

Existem algumas dúvidas importantes que os futuros donos de pets tem, principalmente sobre os cuidados que se deve ter ao conviver com um animalzinho em casa, então separei as perguntas mais frequentes para esclarecer. As principais perguntas são: 1)    Quais cuidados são necessários para manter um animalzinho dentro de casa? R: Os cuidados básicos são: -manter a vacinação em dia -desverminar a cada 4 meses -manter o ambiente limpo -higienizar comedouros e bebedouros toda semana -dar ração de boa qualidade -ter tempo para passeios e brincadeiras -levá-lo sempre ao médico veterinário.   2)    Há riscos para a saúde das pessoas e animais se não forem tomadas certas atitudes? Quais problemas podem acontecer? R: O perigo são as zoonoses (doenças que podem ser transmitidas entre seres humanos e animais). As mais comuns são as verminoses, sarnas e micoses. Principalmente as crianças são as mais prejudicadas, pois frequentam parquinhos onde pode ter areia contaminada. A VACINAÇÃO E A DESVERMINAÇÃO são importantíssimas para evitar a transmissão de doenças como a leptospirose e giardíase.   3)    Como e com qual frequência deve ser o banho desses animais que vivem em casa? R: Os banhos nos pets podem ser feitos em casa mesmo ou em pet shops, de preferência a cada quinze dias. Mas no verão pode ser feito a cada 7 ou 10 dias, sempre com produtos de boa qualidade específicos para os pets, nada de xampu para pessoas. 4)    Pode-se deixar o pet dormir na cama? R: Hoje em dia os pets fazem parte da família, mas tem que se tomar muito cuidado com a higiene do seu animalzinho. Quando eles vão passear nos parques e na rua trazem nas patinhas muita sujeira e com certeza bactérias. É muito importante fazer a higienização das patinhas após os passeios, principalmente se o pet for dormir na cama com o seu dono, existem produtos especiais para isto. Manter a pelagem limpa também é importante. O IDEAL É QUE O PET TENHA SUA CAMINHA E SEU ESPAÇO PRÓPRIO. 5)    O animal deve ser obediente e domesticado para ter uma boa convivência dentro de casa? R: Sim. Sabendo educá-lo direitinho e impondo limites é fácil a convivência. Caso o dono tenha dificuldades ou inexperiência sempre consulte um médico veterinário ou adestrador. Hoje em dia, muitos adestradores atendem à domicílio trazendo uma resposta rápida e positiva referente ao comportamento dos pets.   6)    Como deve ser o local para o animal fazer suas necessidades? R: Se o pet estiver em uma casa provavelmente ele irá procurar a grama para fazer suas necessidades. No caso de apartamento existem os “banheirinhos” próprios para os pets. Para os gatos tem...

Leia mais
Dia de São Francisco de Assis e Dia dos Animais
out02

Dia de São Francisco de Assis e Dia dos Animais

Dia de São Francisco de Assis No dia 4 de outubro é comemorado o Dia de São Francisco de Assis e o Dia dos Animais. Nesta data ou próximo dela, é realizada a benção dos animaizinhos em muitas cidades do país, sempre pedindo a proteção dos bichinhos. Também são celebradas missas, onde os proprietários e os seus bichinhos recebem uma benção especial.   O Dia dos Animais é uma data comemorativa, inserida pela Igreja Católica, onde também é comemorado o Dia de São Francisco de Assis, o santo protetor dos animais. Diversas escolas também fazem uma programação especial com os seus alunos sobre a preservação do meio ambiente, da natureza e dos animais. Este tipo de atividade, principalmente com as crianças, é importante para conscientizar desde cedo sobre os cuidados e o respeito que devemos ter com todos os animais e a natureza.   Os animaizinhos merecem sempre a nossa proteção, afinal de contas, cada vez mais fazem parte da família. E todo tipo de benção e proteção é sempre muito bem vinda, não é mesmo?! Também nessa data é comemorado o Dia de São Francisco de Assis, considerado o santo protetor dos animais e da natureza. Ele nasceu na cidade de Assis em 1182, na Itália. Depois de uma juventude rica, voltou-se para uma vida religiosa de completa pobreza. Ele amava os animais, as plantas e a natureza. Um santo da paz e do bem! São Francisco era um poeta, sempre alegre e amoroso com todos. É um dos santos mais populares e queridos pelas pessoas.   Existem duas frases de São Francisco que dizem muito sobre a importância dos animaizinhos em nossas vidas e que eu gosto muito, são elas: “Deus quer que ajudemos aos animais, se necessitam de ajuda. Toda criatura em desgraça tem o mesmo direito de ser protegida.” “Não te envergonhes, se, às vezes, os animais estejam mais próximos de ti do que as pessoas, eles também são teus irmãos.” Portanto, se você também é devoto de São Francisco de Assis, assim como eu, e também ama os animais, aproveite para pedir a proteção de todos os animais do nosso planeta!   Espero que tenham gostado, e até o próximo post! Um abraço da Dra...

Leia mais
9 cuidados que você deve ter com seu pet no calor!
set25

9 cuidados que você deve ter com seu pet no calor!

Com o calor é muito importante ficar atento ao seu bichinho. Cães e gatos também sofrem com altas temperaturas, por isso tem que ter cuidado redobrado com eles. A incidência de diversas doenças aumentam também nessa época do ano. É importante deixar água a vontade e sempre fresquinha, para o animalzinho não sofrer desidratação.   As principais doenças que acometem os pets no calor são: -doenças alérgicas e respiratórias; -se os filhotes não forem vacinados adequadamente, podem contrair a Parvovirose, Cinomose, Leptospirose, Hepatite, Tosse dos Canis no caso de cães e Rinotraqueíte, Panleucopenia, FAIDS, em gatos entre outras, por isso mantenha a vacinação em dia do seu animalzinho e sempre feita por um médico veterinário; -doenças de pele, que pode começar como uma dermatite solar nasal até um carcinoma grave. No mercado pet existem diversos produtos que protegem a pele do bichinho, são os protetores solares específicos para os pets; -doenças causadas por pulgas, carrapatos e mosquitos aumentam e muito com a presença do calor, além de causar sérios problemas em cães e gatos, também podem ser transmitidas para humanos. É necessário fazer o controle desses parasitas durante o ano inteiro para evitar uma infestação com a chegada do calor; -verminoses também são muito comuns, mantenha sempre o vermífugo em dia do seu pet. Geralmente o vermífugo é administrado a cada 3 ou 4 meses, e sempre conforme o peso do animal. Os animaizinhos de estimação filhotes e idosos podem desidratar mais facilmente.   Os principais cuidados quando está muito calor são: manter o bichinho em local fresco; nada de deixar o cão ou gatinho dentro do carro; deixar o pote de água sempre limpo e com água fresca; evitar caminhar nas horas mais quentes do dia; manter o local limpo onde o bichinho fica, para evitar a presença de moscas e mosquitos; aplicar produtos contra pulgas, carrapatos e mosquitos; manter a vacinação em dia; evitar a colocação de roupinhas, deixe o seu bichinho o mais confortável possível; alguns pets ficam com menos calor quando são tosados, mas é necessário cuidados com algumas raças, pois a pelagem em muitos casos protege o bichinho do calor. Em caso dúvida, converse com um especialista sobre isso, um groomer saberá lhe dar uma informação sobre a tosa adequada para o seu pet.   As temperaturas estão muito altas, além do normal, por isso devemos cuidar dos bichinhos, pois eles sentem bastante também essas mudanças climáticas. Percebeu que o seu animalzinho, em dias de calor fica prostrado, quietinho demais, não bebê muita água, ou tem vômito e diarreia, leve-o imediatamente ao médico veterinário!   Confira no vídeo algumas dicas importantes!   Espero que...

Leia mais
Desenvolvido por